Fandom

Infomedica Wiki

Fisiologia Feminina

207 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Editora: Viviani Helena Sounis Costa

Colaboradores: Renata Maria Druczcsz, Sonnie Mejia, Michelle Rupollo


Anatomia do sistema reprodutor feminino

Anatomia Externa:

A genitália externa feminina é chamada de vulva. Externamente, ao redor da abertura da vagina, existem dois lábios vaginais de cada lado (lábios maiores e menores) e que tem a função de proteger a abertura vaginal. Anteriormente, existe um pequeno tecido erétil chamado clitóris, que é altamente sensível e é formado por tecido erétil.

Vivi 2.jpg

Anatomia Externa Fonte: www.unifesp.br/dgineco/labsex/anatomia.htm



Anatomia Interna:

Anatomia interna feminina é constituída principalmente, por dois ovários, duas tubas uterinas, o útero e a vagina. Os ovários são as gônadas femininas e têm como função a produção de gametas (óvulos). Encontram-se localizados em ambos os lados do útero, no interior da cavidade pélvica (abaixo do abdômen), são ancorados por diversos ligamentos, incluindo o ligamento próprio e o largo. Os ovários estão envolvidos pelas tubas uterinas. As tubas uterinas também estão localizadas em ambos os lados. Cada uma das trompas esta ligada na sua extremidade medial ao útero e na sua extremidade lateral ao ovário. As tubas uterinas têm como função o transporte dos óvulos do ovário para a cavidade do útero. O útero possui a forma de uma pêra invertida, é musculoso e oco. Está ligado superiormente às tubas uterinas e na região inferior está ligado com a vagina. Está situado na cavidade pélvica, atrás da bexiga urinária e anteriormente ao reto. O endométrio, camada interna do útero, tem função de receber o óvulo fertilizado. Caso não ocorra a fertilização, o endométrio que se desenvolveu é eliminado através da menstruação. A vagina é um canal formado por músculos, que liga o colo do útero ate a abertura externa da vagina. Próximo à entrada da vagina há uma membrana vascularizada, chamada hímen, que bloqueia a entrada da vagina total ou parcialmente e normalmente se rompe nas primeiras relações sexuais. A mucosa vaginal possui pH ácido para impedir a proliferação de microorganismos nesta região. Na parede da vagina existem células produtoras de muco para lubrificar a região durante a relação sexual, facilitando a penetração do pênis. Estas células são chamadas de glândulas de Bartolin.

Vivi 22.jpg

Anatomia Interna Fonte: www.unifesp.br/dgineco/labsex/anatomia.htm





Controle hormonal

Em torno dos 12 -13 anos em media, as meninas entram na puberdade, que tem o seu inicio marcado pela menarca (a primeira menstruação da mulher). E é nesta fase, que os hormônios sexuais femininos começam a ser secretados em grandes quantidades, para desenvolverem características femininas, como por exemplo o crescimento de pelos característicos na genitália. No inicio do ciclo menstrual mensal começa a ocorrer à secreção de um hormônio de liberação pelo hipotálamo, o chamado Hormônio Liberador de Gonadotropina (GnRh). Este hormônio vai cair na circulação porta-hipofisária, chegando à hipófise anterior (adeno-hipófise), onde vai estimulá-la a secretar dois hormônios sexuais, o Hormônio Folículo- Estimulante (FSH) e o Hormônio Luteinizante (LH). Os hormônios ovarianos, estrogênio e progesterona, são secretados pelos ovários em resposta aos dois hormônios da adeno-hipófise, o LH o FSH.

Controle hormonal.jpg




Ciclo menstrual

O útero e os ovários são dois órgãos que mais sofrem mudanças durante todo o ciclo menstrual. Devido a isso, para ficar mais fácil o entendimento de todo o ciclo menstrual, ele será dividido em duas partes: o ciclo ovariano e o ciclo uterino. É importante perceber, que apesar de serem explicados separadamente, eles acontecem ao mesmo tempo.

Ciclo Ovariano

O ciclo ovariano é dividido em três fases durante o ciclo mensal. A fase folicular, a fase da ovulação e a fase do corpo amarelo. O primeiro dia do ciclo menstrual é o primeiro dia do aparecimento da menstruação, e chamada de fase folicular, que dura em média 12 dias. Após estes 12 dias se inicia a chamada fase ovulátória que dura em média 08 dias e tem seu pico é atingido no 14º dia a partir do início da menstruação. O ciclo menstrual termina com a fase lútea, que prepara o útero para o início da próxima menstruação. Durante o ciclo menstrual, os ovários sofrem várias alterações, devido a ação dos dois hormônios secretados pela hipófise anterior o LH e o FSH. Estes dois hormônios vão se ligar aos receptores das células ovarianas, e que vão estimular a secreção, crescimento e proliferação dessas células


1. Fase Folicular

Cada menina que nasce, possui cerca de 1 milhão de folículos que estacionaram na fase da prófase da divisão meiótica, e que ainda são considerados óvulos imaturos. Cada óvulo, nesta menina, é envolvido por uma única camada de células, chamadas células da granulosa, e nesta fase o óvulo, recebe o nome de folículo primordial. Durante a infância desta menina, acredita-se que as células da granulosa começam a fornecer “alimentos” necessários para o óvulo se desenvolver, além de secretarem um fator inibidor da maturação dos ovócitos, que mantém o óvulo em seu estado inicial (folículo primordial). Na puberdade, os hormônios FSH e o LH secretados pela adeno-hipófise, começam a ser secretados em grandes quantidades, todo o ovário, juntamente com alguns de seus folículos, começa a crescer. A primeira fase do crescimento folicular consiste em aumento moderado do próprio óvulo, cujo diâmetro aumenta por duas a três vezes. Então, inicia-se o crescimento de mais camadas de células da granulosa, e, nessa fase, o folículo passa a ser chamado de folículo primário. Durante os primeiros dias após o início da menstruação, ocorre um aumento nas concentrações de FSH e LH, sendo que a elevação do FSH ocorre alguns dias antes do que do LH. Esses dois hormônios, principalmente o FSH, são responsáveis pelo crescimento de 6 a 12 folículos primários a cada mês. O efeito inicial consiste na rápida proliferação das células da granulosa, dando origem a muito mais camadas dessas células. Muitas células começam a se acumular, formando várias camadas em volta das células da granulosa, estas camadas de células são chamadas de células da teca. A teca é dividida em duas partes: a teca interna, que tem a função de secretar hormônios, como o estrogênio. Já a teca externa é uma “cápsula” altamente vascularizada, e é responsável pela vascularização do folículo. Após esta fase, que dura alguns dias, o conjunto de células da granulosa secretam o liquido folicular que tem altas taxas de estrogênio. Este líquido vai se acumular, formando um antro no interior da massa de células da granulosa. Com o surgimento do antro, as células da granulosa e as células da teca proliferam ainda mais rapidamente, a velocidade de secreção aumenta, e cada um dos folículos em crescimento transforma-se em folículo antral. O crescimento inicial do folículo primário até o estágio antral é estimulado principalmente pelo FSH. A seguir, ocorre crescimento acelerado dos folículos antrais, resultando na formação de folículos muito maiores, denominados folículos vesiculares. Depois de 1 semana ou mais deste crescimento acelerado, porém antes de ocorrer à ovulação, um dos folículos começa a se destacar dos demais, os quais começam, então, a involuir, são “destruídos” , e passam a ser chamados de atrésicos. Esse processo de atresia é importante, pois permite que apenas um dos folículos cresça o suficiente para ovular. O folículo que se desenvolve muito mais do que os outros é chamado de folículo maduro, e secreta grande quantidade de estrogênio


2. Fase da Ovulação A fase pré-ovulatória inicia-se com um aumento na velocidade da secreção de LH, cerca de 16 horas antes de ocorrer a ovulação, ocorre um pico do hormônio LH. O LH vai atuar no folículo antral, afastando as células da granulosa, que vão para um “canto” do folículo. Depois ocorre o rompimento da membrana do folículo, e é liberada a célula germinativa (o óvulo) que deverá ser fecundada pelo espermatozóide. Junto com esta célula também é liberado um liquido viscoso, que vai tem a função de transporta o óvulo circundado por vários milhares de pequenas células da granulosa que formam a corona radiata. A liberação do óvulo, normalmente ocorre ocorre 14 dias após o início da menstruação. O LH também atua especificamente sobre as células da granulosa e da teca, transformando-as em células secretoras de progesterona, e com menor secreção de estrogênio. Por conseguinte, a velocidade de secreção de estrogênio começa a diminuir aproximadamente 1 dia antes da ovulação, enquanto quantidades maiores de progesterona começam a ser secretadas.


3. Fase do Corpo Amarelo Nas primeiras horas após à expulsão do óvulo, as células da granulosa que permaneceram no folículo crescem muito de tamanho e recebem grande quantidade de gordura, o que lhes dá um aspecto amarelado, passando a serem chamadas de células luteínicas e a massa total de células leterinicas recebe o nome de corpo lúteo. Esse processo é denominado luteinização, e depende principalmente do LH secretado pela adeno-hipófise. O corpo lúteo é um órgão altamente secretor e a sua função é produzir grandes quantidades dos hormônios sexuais femininos progesterona e estrogênio. Como resultado desse aumento na produção destes hormônios, a secreção de LH e FSH cessa. Em uma mulher normal, o corpo lúteo cresce até, aproximadamente 7 a 8 dias após a ovulação. A seguir, ele começa a involuir e a perder sua função secretora, cerca de 12 dias após a ovulação, ele transforma-se no chamado corpus albicans, o qual durante as semanas seguintes, é substituído por tecido conjuntivo, formando uma cicatriz no ovário.

Vivi 4.jpg

Ciclo Ovariano Fonte:http://www.drcarlos.med.br/artigo_021.html




• Ciclo Uterino: Ciclo endometrial e menstruação

1. Fase Menstrual Esta fase normalmente dura de três a sete dias, e é nela que ocorre a menstruação. A menstruação é a eliminação de um conjunto de células e secreções, como sangue, tecido endotelial (tecido que reveste internamente o útero), secreções e muco do útero. A menstruação é causada pela súbita redução dos estrogênios a da progesterona, durante esta fase, o nível de estrógeno e progesterona é muito baixo no sangue; isto estimula o hipotálamo a secretar o Hormônio Liberador de Gonadotropina (GnRh) que por sua vez vai estimular a adeno-hipófise a produzir FSH e LH, estimulando o desenvolvimento do folículo primário, como já visto anteriormente. Mais ou menos um dia antes do inicio da menstruação, os vasos sanguíneos sinuosos que irrigam o endométrio, contraem-se, diminuindo a irrigação dessa camada interna do útero. A vasoconstrição e a diminuição da secreção do estrogênio e da progesterona, provocam a morte das células do endométrio , causando hemorragia. Gradualmente, as camadas externas “mortas” do endométrio descolam-se do útero sendo eliminadas na menstruação. A massa do tecido descamado e o sangue na cavidade uterina desencadeiam as contrações uterinas a eliminarem o seu conteúdo. Durante a menstruação, também é eliminado grande número de leucócitos, esses numerosos leucócitos tornam o útero altamente resistente à infecções durante a menstruação, embora as superfícies endometriais estejam “expostas”.


2. Fase Proliferativa Após a menstruação, só permanece uma fina camada endometrial. Sob a influência dos estrogênios, secretados em quantidades crescentes pelo ovário durante a primeira fase do ciclo ovariano, as células epiteliais do útero, proliferam rapidamente. E a superfície do endométrio é “re-feito” dentro dos 4 a 7 dias após o início da menstruação. Durante as duas primeiras semanas do ciclo, até a ovulação, o endométrio aumenta acentuadamente de espessura, devido ao número crescente de células do estroma, ao progressivo crescimento das glândulas endometriais e dos vasos sanguíneos no endométrio. Na época da ovulação, o endométrio tem espessura aproximada de 3 a 4 mm. Por isso, que essa fase é chamada de proliferativa, pois as células do endotélio se proliferam, recebem abundante vascularização e formam novos vasos sanguíneos.

3. Fase Secretora

Durante a segunda metade do ciclo mensal, a progesterona e o estrogênio são secretados em grandes quantidades pelo corpo lúteo. Os estrogênios provocam grande proliferação das células do endométrio durante essa fase do ciclo endometrial. Além disso, o citoplasma das células do endométrio aumenta; os depósitos de lipídios e de glicogênio também sofrem acentuado aumento; e a irrigação sanguínea do endométrio aumenta ainda mais, tornando os vasos sanguíneos altamente sinuosos. No final da fase secretora, o endométrio apresenta espessura de 5 a 6 mm. A finalidade dessas alterações endometriais é a produção de um endométrio altamente rico, contendo grandes quantidades de nutrientes armazenados capazes de oferecer condições apropriadas para a implantação do ovo, se ocorrer a fecundação. Desde o momento da fertilização até a implantação do ovo, as secreções uterinas, denominadas "leite uterino", proporcionam a nutrição para o ovo em início de divisão. Se nessa fase não houver fecundação o endométrio é eliminado através da menstruação, iniciando um novo ciclo menstrual.

Vivi 5.jpg

Figura esquematica do crescimento do endometrio de acordo com o dia do0 ciclo Fonte: http://www.drcarlos.med.br/artigo_021.html




















Referencias Bibliográficas:

GUYTON, Arthur; HALL, John. Tratado de Fisiologia Médica. 11. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

BERNE, Robert. Fisiologia. 5. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004

BRASIL. Ciclo Menstrual: Fisiologia do Eixo Hipotálamo-Hipófise Ovário. Disponível em: < http://www.damedpel.com/CDD/4oAno/GO/GO%20-%202008%20%20ATM%2010/06.Eixo%20HHO%20mestruacao.ppt#517,32,ciclomenstrual >. Acesso em 15 de novembro de 2009

BRASIL. Ciclo Endometrial. Disponível em: www.hospvirt.org.br/enfermagem/.../endo_ciclo.html. Acesso em 17 de novembro de 2009

BRASIL. Ciclo Menstrual. Disponível em: <http://www.msd-brazil.com/msd43/m_manual/mm_sec22_232.htm>. Acesso em 17 de novembro de 2009


Links Relacionados:

Aparelho Genital Feminino-Fisiologia:http://www.medipedia.pt/home/home.php?module=artigoEnc&id=672

Fisiologia do Ciclo Menstrual:http://www.scribd.com/doc/13999601/Fisiologia-Ciclo-Menstrual

Todas as Fases do Ciclo Menstrual:http://medworks1.tripod.com/Fisiologia/ciclo_menstrual.htm

Anatomia Feminina:http://info.k4health.org/globalhandbook/remindersheets/Portuguese-AnatomiaFeminina.pdf

Saiba mais sobre o Sistema Reprodutor Feminino: http://en.wikibooks.org/wiki/Human_Physiology/The_female_reproductive_system

Anatomia e Fisiologia do Sistema Reprodutor Feminino:http://www.brooksidepress.org/Products/Obstetric_and_Newborn_Care_1/lesson_1_Section_1.htm

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória