Fandom

Infomedica Wiki

Glaucoma

207 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Discussão0 Compartilhar

Autora: Ana Paula da Silva Maganhoto

Colaboradores: Brenno Giovanni Hernando Vidotti e Patrícia Constantini Kreling


Glaucoma é um conjunto de doenças oculares relacionadas ao aumento da pressão intra-ocular (PIO). Essa elevação da pressão, que ocorre devido a um bloqueio da drenagem de um líquido no interior do olho – o humor aquoso, pode acarretar em um dano no nervo óptico (segundo par de nervos cranianos.

O humor aquoso, responsável por fazer a nutrição do cristalino e da córnea, é produzido pelo corpo ciliar e circula na câmara anterior do olho entre a íris e o cristalino.

Glaucoma1.jpg

http://www.saberebomdemais.com/colirio-que-muda-a-cor-dos-olhos-e-hoax/

Quando ocorre um bloqueio na drenagem desse líquido, ele se acumula, e gera um aumento da PIO. O valor normal dessa pressão varia de 14 a 20 mmHg. Valores acima de 22 mmHg são considerados anormais, mas nem todas as pessoas que apresentam PIO elevada desenvolvem a doença.

A PIO aumentada comprime as células do nervo óptico, causando-lhes danos e morte. Como conseqüência mais grave, tem-se a cegueira. Inicialmente o campo visual periférico é atingido, sendo que em estágios mais tardios, a visão central também é acometida. Essa perda visual é irreversível.

O glaucoma é uma doença silenciosa que ainda não possui cura, mas já existem tratamentos que diminuem os sintomas e adiam as conseqüências mais graves. O monitoramento dos pacientes com glaucoma deve ocorrer durante toda a vida, para verificar se o tratamento está sendo eficaz e avaliar a evolução da doença.


Epidemiologia e Estatísticas

Segundo a National Glaucoma Research Foundation, aproximadamente 50 milhões de pessoas têm problemas de visão ou são cegas por causa do glaucoma. Portanto, essa doença deve receber atenção especial, visto que acomete um grande contingente populacional e muitos não têm conhecimento sobre ela.

O glaucoma é uma das principais causas de cegueira no mundo (segundo a World Health Organization, é a segunda causa principal), sendo mais comumente encontrada em idosos. Entretanto, pessoas de todas as idades podem desenvolver esta doença, incluindo bebês (glaucoma congênito, que atinge 1 entre 10.000 nascidos nos Estados Unidos).

O diagnóstico precoce e o tratamento adequado ajudam a postergar as piores conseqüências, porém aproximadamente 10% das pessoas que recebem tratamento correto ainda perdem a visão.

Causa

O glaucoma é causado pelo aumento da PIO, gerado por uma dificuldade na saída do humor aquoso através dos canais de drenagem (espaços ou malhas trabeculares e canal de Schlemm). Isto pode ocorrer por uma variedade de problemas

Glaucoma2.jpg

http://www.schaefer.com.br/?system=news

Vale lembrar que existem tipos de glaucoma em que a PIO está normal e existem casos raros em que a PIO está elevada, mas a pessoa não desenvolve o glaucoma.



Tipos de Glaucoma

Há aproximadamente 25 a 30 tipos de glaucoma. Entre eles, destacam-se o glaucoma de ângulo aberto, que inclui principalmente o glaucoma primário de ângulo aberto, glaucoma de pressão normal e glaucoma pigmentar; e o glaucoma de ângulo fechado. Há ainda o glaucoma congênito e o glaucoma secundário.

1. Glaucoma Primário de Ângulo Aberto (GPAA) O glaucoma primário de ângulo aberto representa cerca de 80-90% dos casos registrados. O que gera o aumento da PIO nesses casos é uma alteração anatômica na região do ângulo da câmara anterior, que causa o aumento progressivo da pressão intra-ocular por impedir a drenagem do humor aquoso.

Glaucoma3.jpg

Glaucoma de Ângulo Aberto - Fonte: http://abrag.com.br

Normalmente a pessoa não apresenta sintomas. A perda da visão começa na periferia e freqüentemente não é percebida. Dessa forma, as pessoas só procuram ajuda médica quando a doença está num estágio avançado, ou seja, quando a visão central também está acometida.

Esse tipo é mais comum em pacientes com mais de 50 anos e ocorre em 15% dos pacientes com mais de 80 anos. Sendo assim, a idade é um fator predisponente para o desenvolvimento desse tipo de glaucoma. Também apresenta maior freqüência em negros e em pessoas da mesma família, tendo, portanto, um caráter hereditário. Por ser uma doença crônica, o tratamento deve ser contínuo, assim como o acompanhamento médico.

2.Glaucoma de Pressão Normal Esse tipo de glaucoma não apresenta sintomas e é de difícil diagnóstico, visto que o dano no nervo óptico ocorre mesmo com pressões intra-oculares normais.

3. Glaucoma Pigmentar O glaucoma pigmentar se desenvolve com maior freqüência em homens entre 20-30 anos. Nesse caso, ocorre uma obstrução da malha trabecular (que faz a drenagem do humor aquoso) por grânulos de pigmento da íris, causando o aumento da PIO.

4. Glaucoma de Ângulo Fechado O glaucoma de ângulo fechado, também conhecido como glaucoma agudo, tem como principal característica o aumento repentino da PIO. Essa forma atinge cerca de meio milhão de pessoas nos Estados Unidos e estima-se que haja um caráter hereditário. Outra peculiaridade encontrada é ser comum em asiáticos, pessoas com hipermetropia e com idade superior a 30 anos. Normalmente afeta apenas um dos olhos.

A alteração anatômica está na câmara anterior, que se apresenta mais rasa. Normalmente está associada ao aumento do cristalino, diminuindo a capacidade de drenagem do humor aquoso, resultando em um aumento agudo da PIO. Além disso, há alguns fatores desencadeantes para esse quadro, como ambientes escuros, estresse, ansiedade e uso de algumas drogas – como anti-hipertensivos e anti-histamínicos – pois essas situações causam o aumento da pupila, o que diminui o ângulo de escoamento do humor aquoso.

Glaucoma4.jpg

Glaucoma de Ângulo Fechado - Fonte: http://abrag.com.br


Esse tipo de glaucoma pode causar sintomas, como dor de cabeça, náusea e vômitos, dor forte e vermelhidão nos olhos, córnea edemaciada e opaca e visão borrada.

Essa é uma situação de emergência, pois se medidas para a diminuição da pressão não forem tomadas, o paciente pode perder a visão permanentemente.

5. Glaucoma Congênito O glaucoma congênito é uma forma rara e acomete os recém-nascidos. Essa doença deve-se a um defeito estrutural no ângulo de escoamento do humor aquoso, causando aumento da PIO, sendo que isto já pode ocorrer durante a gestação. É normalmente encontrado nos dois olhos do recém-nato. A criança que nasce com esse tipo de glaucoma apresenta alguns sintomas, como olhos embaçados, fotossensibilidade, lacrimejamento excessivo, córnea opaca e grande.

Glaucoma5.jpg

Glaucoma Congênito - Fonte: http://abrag.com.br/


6. Glaucoma Secundário O glaucoma secundário tem esse nome por ser conseqüência de outras doenças, tais como o diabetes, uveítes, cataratas, inflamação crônica, alguns tumores ópticos, complicações do lúpus, oclusão vascular no olho ou o uso sistemático de prednisona e outros medicamentos semelhantes.

Fatores de Risco

Todos são suscetíveis ao glaucoma, ou seja, ninguém está livre de desenvolver essa doença, portanto, o conhecimento adequado sobre ela é fundamental para a manutenção da saúde ocular da população.

Entre os fatores de risco para o surgimento do glaucoma encontra-se a idade. Estima-se que aproximadamente 2% da população com idades entre 40 e 50 anos e 8% com idade maior que 70 anos possuem PIO elevada, ou seja, tendem a desenvolver o glaucoma.

Outro fator de risco é o grupo étnico. O glaucoma é mais comum entre negros e neles tem maiores chances de evoluírem para a cegueira do que em brancos.

Unindo a idade e o grupo étnico, como em uma pesquisa (Baltimore Eye Survey) realizada pelo National Eye Institute, temos que 1 entre 50 pessoas caucasianas com idades próximas dos 70 anos desenvolvem o glaucoma. Já entre os negros da mesma faixa etária, essa proporção é de 1 entre 8 pessoas.

O histórico familiar também é de grande relevância, visto que aproximadamente 6% das pessoas com glaucoma possuem alguém na sua família com o mesmo diagnóstico.

Resumidamente, deve-se ter atenção especial para o risco de desenvolvimento do glaucoma em pessoas entre 40 anos ou mais, em pessoas que possuem um histórico familiar de glaucoma, em descendentes de negros, em diabéticos, em pessoas que possuem PIO elevada, pessoas que são míopes ou hipermétropes, quem faz uso de esteróides e que sofreram lesões oculares graves.

Diagnóstico

O diagnóstico do glaucoma se dá pela realização de alguns exames oftalmológicos, como:

• Tonometria de Aplanação, que mede a pressão intra-ocular.

• Fundo de Olho ou Oftalmoscopia, que avalia se há lesão no nervo óptico e a extensão dessa lesão.

• Gonioscopia, que verifica qual o tipo de glaucoma, avaliando o ângulo de escoamento do olho.

• Teste do Campo Visual, que avalia se há ou não perda no campo visual e a extensão dessa lesão.

Conduta

É importante ressaltar a importância da consulta ao oftalmologista regularmente, pois o glaucoma pode manifestar-se assintomático na maioria dos casos. Se diagnosticada precocemente, a doença pode ser controlada e tratada de uma melhor maneira.

Quando o diagnóstico é feito, o tratamento normalmente é clínico, a base de colírios ou medicamentos orais. Em alguns casos pode haver a necessidade de cirurgia6. É importante aderir ao tratamento para evitar as graves conseqüências, visto que a perda da visão é irreversível.

Assim sendo, o principal objetivo do tratamento é manter a PIO sob controle.

Bibliografia

Guia Prático para Proteger sua Visão – Harvard Medical School – Editora Campus, 2002. p. 65-89.

http://www.ibc.gov.br/?itemid=118. Acesso em 26 out. 2010.

http://www.drqueirozneto.com.br/patologias/glaucoma/manual.htm. Acesso em 25 out. 2010

http://www.drauziovarella.com.br/Sintomas/264/glaucoma. Acesso em 25 out. 2010

Goldman, Lee – Cecil Medicina. 23ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. p. 3299-3300.

Guyton, Arthur C. – Tratado de Fisiologia Médica. 11ª edição, Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. p. 624-625

http://biomed.brown.edu/Courses/BI108/2006-108websites/group02glaucoma/glaucoma.html. Acesso em 25 out. 2010

http://www.drbenicio.med.br/area_atuacao.asp?codigo=4. Acesso em 14 nov. 2010

http://www.abrag.com.br/?tipos-de-glaucoma. Acesso em 14 nov. 2010

http://www.ocullare.com/site/index.php?option=com_content&view=article&id=64&Itemid=62. Acesso em 18 nov. 2010

Links Relacionados

Conselho Brasileiro de Oftalmologia - [1]

Dr. Visão - [2]

Portal da Oftalmologia - [3]

Glaucoma Research Foundation - [4]

The Glaucoma Foundation - [5]

International Glaucoma Association - [6]

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória