FANDOM


Autor: Edson Ananias Júnior

Colaboradores: João Guilherme Mattei Pioli, Marina Zavadinack e Silva.


Introdução 

Infarto 1.jpg

Fonte: http://www.coracaoalerta.com.br/o-que-e-infarto-do-miocardio/

As doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no mundo. Entre elas , é possível afirmar , que uma de  suas facetas é o infarto agudo do miocárdio (IAM) , o qual possui grande incidência no mundo ocidental. De forma resumida , o IAM é compreendido como a necrose(morte) de parte do músculo cardíaco em decorrência da nutrição inadequada desse tecido. Nesse tipo de situação , a obstrução da circulação coronariana , é quem determina esse quadro. É preciso salientar ainda que essa situação se ralaciona com alguns fatores predisponentes a saber: tabagismo , fatores hereditários ,diabetes melito , dislipidemia (alteração do colesterol) e envelhecimento. Desse modo, cuidados com a saúde e mudanças de hábito podem ajudar a prevenir essa morbidade.

O IAM pode ocorrer de forma súbita ,sem nenhum sintoma anterior , ou antecedido de algumas manifestações como fadigas e desconfortos toráxicos. A dor no infarto agudo do miocárdio é de grande intensidade com localização retroesternal, podendo haver irradiação para o braço esquerdo, mandíbula , pescoço e dentes. Além disso, é necessário diferenciar o IAM  de outras doenças para assim iniciar o tratamento que é dividido em pré hospitalar e hospitalar.

Epidemiologia

Segundo o ranking divigulgado pela  organização mundial de saúde (OMS) no ano de 2011, a doença isquemica do coração  (categoria que engloba o IAM) é a quarta principal causa de morte em países com baixa renda. Esse mesmo levantamento mostrou que em países de renda média e alta essa afecção ganha mais destaque sendo assim a principal causa de morte. Além disso, quando o fator renda é desconsiderado essa se torna a principal causa de morte em números absolutos. Diante disso, é preciso salientar , entretanto, que embora o IAM  esteja entre as principais patologias relacionadas às doenças isquemicas do coração, esse dois conceitos não são exatamente equivalentes, uma vez que existem outras doenças que provocam isquemia cardiovascular.

Além disso, segundo os dados do DATASUS , em 2003 no Brasil o IAM foi responsável por mais de 25 % das mortes (oitenta e três mil). Esse número ainda, se for considerado o período de 1998 a 2003 mostra que houve um aumento de 10% em termos de números absolutos, já que em 1998 occreu setenta e seis mil mortes por IAM. Todos esses númeos somados ajudam a explicar  altos gastos em saúde pública com essa patologia.


Sinais E Sintomas Típicos

Em casos de infarto agudo do miocárdio  a dor traz informações clínicas importantes que podem auxiliar no diagnóstico, uma vez que suas características possuem um padrão mais ou menos estabelecido. No IAM , normalmente, a dor tem localização esternal com irradiação para membro superior esquerdo, mandíbula, pescoço ou dentes. A dor, ainda, é de grande intensidade sendo descrita como uma sensação de aperto , ou em algumas ocasiões em queimação. A posição da dor, entretanto, pode ocorrer em região epigástrica, ou seja, na parte superior do abdome. Os sinais vitais e o aspecto geral do paciente são outras manifestações que podem de alguma forma indicar a ocorrência  do IAM . Em graus variáveis, sudorese excessiva, palidez e inquietação são recorrentes, bem como alguma alteração na frequência cardíaca e pressão arterial.

No eletrocardiograma (ECG), pode ainda, haver alterações que indicam o IAM. Contudo, nem sempre o ECG estará alterado. Certas macromoléculas, como a isoenzima MB da CK  e troponina, são também indicadores de IAM 


Diagnóstico Presuntivo E O Diferencial

Diante do quadro clínico típico e de alteração do ECG  ou na concentrção plasmáticas das macromoléculas o diagnóstico presuntivo deve ser feito, para auxiliar nesse processo o histórico de fatores de risco associados ao  infarto deve ser avaliado. As características clínicas do IAM, entretanto devem ser diferenciadas de outras patologias como a angina de início recente,dissecção da aorta ou mesmo de dores musculares.


Tratamento

O tratamento do IAM  varia de acordo com a evolução cronológica do quadro clínico , sendo então dividido a grosso modo em pré hospitalar e hospitalar.

A fase pré hospitalar normalmente é compatível com o início do IAM, onde é necessário a estabilização da fibrilação ventricular  (batimento anormal do coração) por meio de desfibriladores. Nessa etapa é preciso também que se promoca terapia contra as dores, além da manutenção do débito cardíaco, pressão arterial e suporte de oxigenio.

Dentro do ambiente hospitalar existe mais recursos, dessa forma nessa fase é feita medicação com o intuíto de evitar que a região de tecido necrosado aumente, além de criar métodos através do qual o coração volte a receber nutriente seja por meio de desobstrução da circulação, ou pela criação de outras vias.


Anatomia 

Infarto 2.jpg

Fonte: http://www.auladeanatomia.com/cardiovascular/arterias.htm

A irrigação arterial do músculo cardíaco ocorre por através das artérias coronárias e seus ramos, de tal forma que existem dois troncos principais que derivam diretamente da aorta : a artéria coronária esquerda e a artéria coronária direita. A primeira dá origem ao ramo circunflexo e a artéria descendente anterior as quais nutrem boa parte do ventriculo esquerdo incluindo sua face anterior, ápice , parede lateral e uma parte da parede posterior, além do septo interventricular. A outra é responsável pela irrigação do ventrículo direito e também dá origem em 90% dos casos a artéria descendente posterior.




Fisiopatologia

Infarto 3.jpg

fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/infarto-agudo-do-miocardio/infarto-agudo-do-miocardio-13.php

O infarto agudo do miocárdio procede quando existe a oclusão de alguma artéria coronária, de tal forma que certa região do músculo cardíaco fique sem nutrição adequada. A origem da obstrução, normalmente, provém de um  ateroma (placa de lipídio e tecido fibroso) formado no sistema vascular. Essa placa pode ,então, impedir a passagem de sangue pelos vasos.

O desenvolvimento de circulção colateral, entretanto,  pode criar vias alternativas para que o sangue possa fluir, de tal forma que ajude  na prevenção da ocorrência desse tipo de episódio.




Fatores de Risco

Infarto 4.jpg

fonte: http://www.inca.gov.br/tabagismo/

É sabido,nos dias atuais,que existem alguns fatores de risco para o desenvolvimento de ateromas. Um deles é o tabagismo, hábito com certa frequência nos mundo conteporâneo. Além disso, hipertenssão arterial, diabetes melito e colesterol alterado, bem como fatores hereditários e envelhecimento também fazem parte dessa lista. 






Mudanças de hábitos e cuidado com a saúde

Infarto 5.jpg

Fonte: http://www.3kmsolidario.com.br/wordpress/?page_id=212

Diante do conhecimento dos fatores de risco, é possível se presumir que algumas mudanças no cotidiano dos indíviduos podem ser de grande valia na prevenção de IAM. Com exceção do envelhecimento, ao qual todo ser humano está sujeito, bem como dos fatores hereditários,todos os outro itens listados são passíveis de algum tipo de intervenção.

A prática de atividade física pode ajudar no desenvolvimento de circulação colateral, bem como auxiliar no tratamento de diabetes melito, uma vez que simula o efeito da insulina, aumentando a permeabilidade dos músculos à glicose. Além disso, pode ser considerado um tratamento não farmacológico para hipertenssão.

Existe , ainda, a possíbilidade do tratamento farmacológico de controle para hipertenssão, diabetes e colesterol. Além do abandono do tabagismo.


Referências Bibliográficas:

GOLDAMN, Lee; BENNET, J. Claude, Cecil. Tratado de Medicina Interna. 21ª. Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001

Guimarães, Hélio Penna; Avezum, Álvaro; Piegas, Leopoldo S. Epidemiologia do infarto agudo do miocárdio. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=435136&indexSearch=ID

GUYTON, Arthur C.; HALL, John E. Tratado de Fisiologia Médica. 11 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

Maria Urbana P. Brandão Rondon; Patricia Chakur Brum. Exercício físico como tratamento não-farmacológico da hipertensão arterial. disponível em: http://www.wagnersilvadantas.com.br/wp-content/uploads/exercicio-fisico-como-tratamento-nao-farmacologico-da-hipertensao-arterial.pdf

Raul D. Santos Filho; Tânia L. da Rocha Martinez. Fatores de risco para doença cardiovascular:velhos e novos fatores de risco, velhos problemas! Disponível em : http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302002000300002&script=sci_arttext&tlng=es

Ricardo Bosco; Amanda Demarchi; Fabiana Pereira Vecchio Rebelo; Tales de Carvalho. O efeito de um programa de exercício físico aeróbio combinado com exercícios de resistência muscular localizada na melhora da circulação sistêmica e local: um estudo de caso. Disponível em:

Rodrigo O. Moreira; Raul D. Santos; Lilton Martinez; Fabiana C. Saldanha; Jara Lucia A.C. Pimenta; Josefina Feijoo; Natalie Jahnke; Otávio C. Mangile; Rosane Kupfer. Perfil lipídico de pacientes com alto risco para eventos cardiovasculares na prática clínica diária. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-27302006000300011&script=sci_arttext

http://www.scielo.br/pdf/rbme/v10n1/05.pdf

http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs310/en/index.html

http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php


Links relacionados:

A importância da atividade física na prevenção de iunfarto. Disponível em: http://www.nitrofitness.com.br/artigos/atividade_fisica_na_prevencao_de_doencas_cardiovasculares/19

A fisiopatologia do infarto. Disponível em : http://patofisio.wordpress.com/tag/infarto/

Sintomas do infarto. Disponível em : http://www.mdsaude.com/2009/02/sintomas-infarto-agudo-miocardio-angina.html

Videos :

Infarto do Miocardio04:29

Infarto do Miocardio

O efeito da aterosclerose disponível em : 







Reconhecendo o infarto disponível em :
Conhecer sintomas ajuda a prevenir infarto -- Record News Paulista02:21

Conhecer sintomas ajuda a prevenir infarto -- Record News Paulista







Como prevenir o infarto. Disponível em :
Doença arterial coronariana, como prevenir o infarto - Fábio Fernandes51:39

Doença arterial coronariana, como prevenir o infarto - Fábio Fernandes

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória