FANDOM


Autora: Sheron Zamboni

Colaboradoras: Sara Müller e Tamires Regina Gemelli da Silva

Introdução

Sheron 1

Fonte: http://www.cacoarteiro.com

A leucemia é uma doença maligna, caracteriza-se pelo crescimento anormal das células brancas, infiltrando-se em excesso na medula óssea, produzindo uma diminuição da produção e funcionamento das células sanguíneas normais.

Na medula óssea se encontram as células mães, que são responsáveis pela produção de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

Podemos classificá-las em agudas, as com inicio e evolução rápidos, e as crônicas de inicio e evolução lentos. E em relação aos tipos, são diferenciadas em: leucemia mieloide aguda, leucemia mieloide crônica, leucemia linfoide aguda e leucemia mieloide crônica.

Leucemia Aguda

Ocorre um acúmulo de precursores da linhagem mieloide ou linfoide, células conhecidas como blastos ou células jovens, que são incapazes de se diferenciar em células maduras, devido um bloqueio de maturação.

Patogênese

A doença inicia-se quando uma determinada célula progenitora ou precursora torna-se incapaz de se diferenciar, mas com capacidade de se dividir e multiplicar.

Quando as células hematopoiéticas se diferenciam, cada vez mais vão se comprometendo com uma determinada linhagem. Com isso, originam as células precursoras (mieloblasto, megacarioblasto, monoblasto, proeritroblasto, célula pré-T-precoce e célula pré-B-precoce), que em um determinando tempo, uma dessas células que se encontram em uma fase precoce de diferenciação, sofre uma transformação cancerosa, convertendo-se em um clone proliferativo, mas bloqueando a sua maturação.

Evolução

As células jovens, infiltram na medula óssea e se acumulam, produzindo a supressão da formação, desenvolvimento e maturação das células sangüíneas normais.

As células jovens anormais secretam fatores inibitórios e indutores de fibrose, provocando uma disfunção medular mais grave devido à ocupação do espaço, com isso, estas células são lançadas na corrente sanguínea, ocasionando um aumento das células brancas que são incapazes de se madurar em granulócitos, monócitos ou linfócitos ativo.

As formas de proteção do organismo continuam dependendo dos poucos neutrófilos e monócitos existentes. Quando estas células jovens chegam a corrente sanguínea, começam a infiltrar os órgãos, principalmente os linfonodos, baço, fígado, gengiva, meninges, sistema nervoso central, pele, e com menor freqüência outras partes.

Geralmente a causa de morte do paciente é devido à infiltração cancerosa ou à diminuição das plaquetas.

Fatores de risco

As leucemias podem ocorrer em um paciente sem nenhuma doença prévia no sangue ou quando apresenta uma doença sanguínea pré-leucêmica.

Os principais fatores são: radiação ionizante, exposição a benzeno, alquilantes, distúrbios hereditários e anomalias citogenéticas congênitas como a Síndrome de Down.

Tipos de Leucemia Aguda

Leucemia Mieloide Aguda (LMA)

É a mais freqüente. Sua incidência se eleva a partir dos 15 anos e tende a aumentar com a idade. As principais manifestações da leucemia aguda são a perda sanguínea, a febre e o cansaço, e também podem apresentar sinais referentes à infiltração cancerosa de órgãos ou tecidos, como o aumento do baço e do fígado, a dor óssea, o aumento da quantidade de linfonodos e um aumento do volume gengival.

Os idosos apresentam o pior prognóstico, pois possui maior incidência de Leucemia Mieloide Aguda, menor tolerância às doses da quimioterapia e maior risco de mortalidade durante o transplante.

LEUCEMIA 2

Fonte: http://pt.kioskea.net

Leucemia Linfoide Aguda (LLA)

É a leucemia mais comum na infância, ocorrendo em 90% dos casos. Sua incidência é entre 2-10 anos, mais freqüente em raça branca e sexo masculino, e possui uma resposta boa ao tratamento, com a possibilidade de cura em 70-80% dos casos.

O quadro clínico é similar ao da LMA, mas apresentam algumas diferenças como a dor óssea (mais freqüente). Pode ocorrer massas no mediastino, comprometimento do sistema nervoso central e dos testículos (mais comum), a presença de íngua cervical ou generalizada e febre cancerosa.

Pacientes com pior prognóstico são os menores de um ano de idade e maior de dez anos, e os que apresentam maior quantidade de glóbulos brancos e o cromossomo t(9;22). Portanto, a maior sobrevida é de 1 a 10 anos de idade.

Leucemia Crônica

Ocorre pelo acúmulo lento e gradativo de clones de células brancas cancerosas na medula óssea e no sangue.

A leucemia crônica quando não é tratada apresenta uma redução da sobrevida do paciente, em média, de 2-5 anos de vida.

Tipos de Leucemia Crônica

Leucemia Miloide Crônica (LMC)

É uma Síndrome Mieloproliferativa Crônica, na qual formam um grupo de células sanguíneas anormais, que se originam da célula-tronco, e seguem uma serie normal de maturação.

A incidência é maior na fase adulta, entre 45-55 anos, podendo ser ocasionada em crianças, mas com menor freqüência.

O célula cancerosa da LMC possivelmente é uma célula-tronco. Por motivos desconhecidos adquirem uma anomalia genética da célula, na qual, se observa uma translocação entre os braços longos do cromossomo 9(banda 34) e 22(banda 11).

A aposição dos genes produz uma anomalia chamada bcr/abl, que sintetiza a proteína P120, que atua no aumento da divisão celular e no bloqueio da morte celular programada.

O paciente apresenta o baço aumentado de tamanho, anemia, disfunção das plaquetas, podendo ocasionar febre, cansaço, suor noturno, falta de ar e machas vermelhas na pele.

Os pacientes não tratados com LMC a partir de um período médio de 2-5 anos evoluem para a chamada crise blástica, que é fatal (sobrevida de três meses), e é a causa mais comum de óbito.

Leucemia Linfocítica Crônica (LLC)

A LLC acomete principalmente os idosos maiores de 60 anos. É a segunda leucemia mais comum, correspondendo a 30% dos casos. Não é vista em pessoas menores de 40 anos e não se encontra em crianças.

É uma disfunção anômala nas células sanguíneas, cuja célula cancerosa é um linfócito B maduro, que se encontra bloqueado em uma fase de diferenciação, que evita a sua transformação em plasmócito.

Ao evoluir a doença, acumulam-se linfócitos B CD5+ cancerosos na medula óssea, que em seguida dissemina para o sangue periférico, linfonodos, fígado e baço. Com isso, o paciente fica debilitado podendo morrer de infecções bacterianas.

O paciente apresenta íngua cervical, aumento dos linfonodos, febre, suor noturno, cansaço, anemia e aumento dos linfócitos.

Diagnóstico de LMA, LLA, LMC e LLC

LEUCEMIA 3

http://loyolauniversity.adam.com

Nos casos suspeitos, realizar aspirado de medula óssea na crista ilíaca e exame de sangue.

Tratamento de LMA, LLA, LMC e LLC

Os pacientes com leucemia aguda apresentam uma série de complicações, que pode ser decorrente da quimioterapia ou da própria leucemia.

E para uma melhorar sobrevida do paciente é necessário tratar as manifestações.

A quimioterapia tem como objetivo destruir as células mieloblásticas cancerosas, e o transplante de células hematopoiéticas. É o principal meio de cura em alguns pacientes.

REFÊRENCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

  1. GOLDMAN L. AUSIELLO D. A. Cecil medicina.VolI 23. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009. Cap 194-195. p. 1598-1619.
  2. KUMAR, V., COTRAN, R., ROBBINS, S. 2003, Robbins Basic Pathology, 7 ed, Philadelphia, Saunders. Cap 14. p. 705-735.
  3. El Manuel Merck. 10 ed. Edición del centenario. Sección 11, 950-959.
  4. Harrison, Kasper, Braunwald, Fauci, Hauser, Longo, Jameson. Manual de Medicina.16.ed. Mc Graw Hill. Sección 69. p. 302-320

LINKS RELACIONADOS

  1. http://www.sbcancer.org.br/final/artigossetor.asp?idart=10
  2. http://www.dmedicina.com/enfermedades/cancer/leucemia
  3. http://www.abrale.org.br/doencas/leucemia/index.php
  4. http://www.sliba.org.br/sliba002.html
  5. http://bvsms.saude.gov.br/html/pt/dicas/79leucemia.html
  6. http://www.fundaleu.org/patologias.php
  7. http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/spanish/ency/article/001299.htm

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória